Casas de apostas

O que é o Conar e como sua relação com as casas de apostas afeta o Brasil?

atualizado em: 14/04/2024

Recentemente, o Conar fechou um acordo a respeito de publicidade no setor de apostas esportivas junto ao instituto que é responsável pelas principais casas de apostas do Brasil.

Essa ação do órgão repercutiu bastante no país e levantou muitas dúvidas para os apostadores brasileiros. Afinal, como a relação do Conar com as casas de apostas pode afetar o Brasil e como pode beneficiar os jogadores?

Para responder a esses questionamentos, nós da BettingTop10 resolvemos escrever este conteúdo explicando o que é o Conar, qual a sua finalidade e como ele está relacionado com as apostas esportivas no momento atual.

Continue acompanhando para ver tudo a respeito do assunto aqui na BettingTop10.com.br!

O que é Conar? Qual é a sua finalidade?

Antes de falarmos sobre a relação do Conar com as casas de apostas, vamos explicar aqui na BettingTop10 o que é significa esse órgão.

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária trata-se de uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos e não governamental.

Ele tem como finalidade principal regular a publicidade aqui no Brasil através de princípios éticos e de códigos de conduta que evitam prejuízos e danos ao consumidor.

Ele foi criado há algumas décadas, no começo dos anos 1980, com a finalidade de adequar-se ao crescimento contínuo do mercado publicitário no país. Atualmente, o Conar trata-se de um órgão autônomo responsável pela formalização de denúncias aos diferentes tipos de anúncios.

Portanto, esse órgão faz a fiscalização da ética dentro da propaganda comercial que é veiculada em território brasileiro, seguindo para isso o Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária.

O Conar então evita que ocorra a veiculação de campanhas publicitárias e anúncios que tenham conteúdo que seja ofensivo, enganoso, abusivo ou desrespeitoso aos consumidores, garantindo também a concorrência leal entre as empresas anunciantes.

Quais são as ações que o Conar realiza?

Como explicado, o Conar tem tanto o objetivo de evitar os anúncios e campanhas publicitárias abusivas ao consumidor e às empresas, como também de defender a liberdade de expressão dentro do setor comercial.

Para que possa cumprir com a sua função, é preciso que esse órgão tome algumas ações, que ajudarão a analisar os anúncios e campanhas, e definir se eles estão descumprindo ou violando os preceitos éticos do Código de Autorregulamentação Publicitária.

A fiscalização realizada pelo Conar acontece quando há denúncias autônomas ou ainda feitas por terceiros a respeito de determinada publicidade veiculada no mercado. As denúncias autônomas são aquelas feitas pelo próprio órgão quando percebe problemas em determinadas campanhas.

As denúncias sobre as publicidades que podem ser abusivas, ofensivas ou enganosas são então distribuídas entre as oito câmaras existentes do Conselho de Ética do Conar.

Essas câmaras reúnem-se em várias cidades brasileiras, que são: 

  • São Paulo
  • Brasília
  • Rio de Janeiro
  • Recife
  • Porto Alegre

As câmaras do Conar contam com profissionais especialistas que são do mercado publicitário, mas também com profissionais que representam a sociedade civil, como médicos, jornalistas, advogados e outros com experiência no setor comercial e nas relações de consumo.

Essas equipes então irão julgar as denúncias e reclamações que chegam até eles para verificar se as suspeitas de descumprimentos e violações do código do Conar são verdadeiras.

Com a análise realizada, a equipe então vai decidir se realmente a violação daquele determinado anúncio existe, e caso seja positivo, é chamada a agência de publicidade ou a empresa que é responsável pela campanha para defender-se.

O anúncio reprovado pela câmara do Conselho de Ética do Conar poderá ser retirado dentro de poucas horas de circulação através de medidas que são enviadas aos veículos e às empresas que o estão divulgando.

O que as casas de apostas pensam sobre o Conar?

Nos últimos meses, houve um aumento na preocupação a respeito da regulamentação das casas de apostas do Brasil, como já falamos na BettingTop10 Brasil, principalmente após a Operação Penalidade Máxima, que trouxe à tona casos de manipulação de resultados nos campeonatos nacionais

Uma das preocupações das casas de apostas é justamente focar em uma publicidade ética para garantir maior credibilidade em seus anúncios junto aos consumidores.

É fundamental lembrar que essas empresas investem milhões por anos no mercado de marketing e publicidade para conseguir atrair mais clientes e para criar uma imagem positiva e forte da marca.

Com isso, as casas de apostas que atuam de maneira séria preocupam-se em haver uma regulamentação para que outras empresas não façam uso de anúncios oportunistas para enganar os apostadores, gerando impactos negativos no mercado das apostas esportivas.

A associação que representa as principais casas de apostas do Brasil tem como principal preocupação essa regulação das peças publicitárias porque acredita que a publicidade ética tem um peso importante no crescimento das empresas nesse setor.

Afinal, com a regulamentação dos anúncios das apostas esportivas, é possível conseguir, entre outras coisas, a proteção de menores de idade e pessoas mais suscetíveis ao vício em jogo.

Isso tudo é feito de modo que as ações das casas de apostas no mercado publicitário não devem focar nesse público e devem deixar claro que os serviços não estão disponíveis para ele.

Quais são as últimas notícias sobre o Conar e as apostas esportivas?

A notícia mais recente, e mais importante, sobre o Conar e as apostas esportivas foi o acordo assinado para regulamentação da publicidade das apostas aqui no Brasil, que aconteceu nesta semana.

Na verdade, esse foi um grande passo não só para a Conar e a sociedade brasileira, mas também para o mercado de apostas esportivas e as empresas que atuam nele.

A regulamentação a respeito da publicidade nas apostas esportivas no Brasil foi aprovada através de um acordo do Conar com o IBJR. O Instituto Brasileiro de Jogo Responsável representa várias das principais casas de apostas no Brasil, como Bet365, Betsson, KTO, Betway, entre outros.

O objetivo deste acordo é implementar as regras e as atividades para a autorregulamentação do mercado publicitário direcionado ao setor de apostas esportivas aqui no país.

Com essa parceria e com os objetivos definidos, o próximo passo é levar esse acordo até as autoridades responsáveis para que se possa criar as novas normas, sendo um passo fundamental na regulamentação das apostas esportivas.

Através dessa parceria firmada, tanto o Conar quanto o IBJR visam garantir que as ações de publicidade e marketing feitas para apostas esportivas sejam totalmente éticas, tenham responsabilidade e ajudem a construir um ambiente mais seguro.

Como a relação entre o Conar e as casas de apostas afeta o Brasil e você?

Pelo que mostramos até aqui na BettingTop10, fica claro como o Conar tem um papel importante na vida das casas de apostas do Brasil e dos apostadores brasileiros.

Hoje em dia, as casas de apostas são responsáveis por uma grande fatia do rendimento do mercado publicitário no Brasil, já que todos os anos elas injetam milhões de reais em propagandas e campanhas no país.

Para que esse mercado possa continuar crescendo, é fundamental que haja uma regulação das campanhas e anúncios publicitários das apostas esportivas, para evitar fraudes, golpes e outros tipos de atos que gerem prejuízos aos consumidores.

Quando empresas não regulamentadas fazem campanhas que não são éticas e enganam os clientes, isso acaba gerando uma imagem negativa para todas as casas de apostas e para o mercado, de forma geral.

O Conar então ajuda na proteção das casas de apostas que atuam de forma séria e ética, bem como os apostadores, permitindo a criação de um ambiente que seja seguro e saudável para todos.

E o objetivo da parceria entre o Conar e o IBJR é justamente garantir que as ações de publicidade e marketing sejam sempre responsáveis, seguras e éticas para que não enganem os consumidores, muito menos gerem assédios a menores de idade, o que é sempre importante.

Aliás, a proteção aos menores de idade é uma das diretrizes principais que o Conar estabeleceu para a autorregulamentação da publicidade nas apostas esportivas.

O objetivo é evitar que as casas de apostas criem anúncios direcionados a esse público, que está mais suscetível ao vício em jogos, mas há outras ações do órgão para proteger os menores de idade, como restringir a exibição de anúncios publicitários de apostas em determinados horários.

O próprio IBJR vê o Conar como um parceiro importante para proibir que determinadas empresas de apostas façam campanhas com conteúdos enganosos e de riscos aos menores de idade, bem como proíba que as camisas de equipes de base dos clubes brasileiros utilizem patrocínios de marcas de apostas.

Além disso, o Conar ainda tem a missão de garantir que mensagens de jogo responsável sejam transmitidas pelas casas de apostas, de modo a reduzir os riscos de vício no público mais vulnerável.

Tudo o que falamos aqui na BettingTop10.com.br mostra como a regulamentação das peças publicitárias de apostas esportivas proposta pelo Conar tem como objetivo final beneficiar as casas de apostas e os apostadores no Brasil.

A conscientização e a proteção dos consumidores através de uma abordagem mais ética e mais responsável no setor das apostas esportivas por parte das empresas só tendem a fortalecer e promover o crescimento do mercado para todos.

As casas de apostas no Brasil têm um sindicato ou associação? Entenda!

O ano de 2024 está sendo realmente importante para o setor de apostas esportivas no Brasil, e uma prova disso foi o surgimento de associações e instituições que representam as casas de apostas no país.

De todas as que foram criadas esse ano, o Instituto Brasileiro do Jogo Responsável (IBJR) é um dos mais importantes e, como a BettingTop10 Brasil mostrou, teve papel de destaque junto ao Conar ao firmar um acordo para regulamentar a publicidade nas apostas esportivas.

O IBJR tem em sua composição importantes grupos que controlam casas de apostas tradicionais do mercado, como Bet365, Betway, KTO e Betsson.

A criação desse instituto se deu justamente com o intuito de debater a respeito da regulamentação das apostas esportivas no Brasil, criando direcionamentos e regras para atuação legal das empresas, bem como proteger os interesses dos apostadores.

Além do IBJR, existem outras associações que foram criadas também no ano de 2024, como a Associação Nacional de Jogos e Loterias (ou ANJL). Ela representa empresas como BetNacional, Betano, Parimatch e GaleraBet, entre outras.

Uma outra associação criada neste ano foi a Associação Brasileira de Defesa da Integridade do Esporte (ou Abradie), que representa casas de apostas como Sportingbet e Bwin, que pertencem à empresa Entain.

Todas essas associações e grupos criados pelas empresas de apostas têm como objetivo principal justamente atuar para a regulamentação das apostas esportivas no Brasil, garantindo assim a luta ativa pelos interesses das empresas desse setor e fortalecimento do mercado no país.

Como anda a questão da regulamentação das apostas esportivas no Brasil?

Um dos temas de maior importância dentro das apostas esportivas no Brasil atualmente é a regulamentação do setor. Esse é um dos principais objetivos do Ministério da Fazenda desde que o novo governo assumiu no início de 2024.

Até o momento, o Brasil possui como legislação nas apostas esportivas somente a Lei 13.756, do ano de 2018, que foi aprovada para liberar o mercado de apostas para operar no país.

Entretanto, desde então não houve movimentações do Governo Federal para regulamentar as apostas esportivas no Brasil, pelo menos até o início de 2024.

A regulamentação tem sido um tema importante de debate por dois motivos: os escândalos de manipulação de resultados que mexeram com o futebol brasileiro e o desejo do Governo Federal de arrecadar com a tributação das apostas esportivas.

As empresas de apostas, as federações de futebol e os clubes têm uma grande urgência para que a regulamentação das apostas esportivas seja realizada o quanto antes.

A meta é que essa regulamentação consiga coibir e punir com maior rigor apostadores, dirigentes e jogadores envolvidos em esquemas para fraudar as casas de apostas e o próprio jogo em si.

Portanto, essa regulamentação vai garantir que as casas de apostas sérias possam atuar de forma legal no país, ajudará a trazer maior transparência e integridade às apostas e ao esporte, em si.

Além disso, em termos financeiros, o Governo Federal vê como muito positiva a regulamentação para que possa arrecadar mais com a tributação, evitando que todo o dinheiro deixe o Brasil rumo aos países de origem das empresas, como acontece hoje.

Uma das metas do Ministério da Fazenda é aumentar a tributação das apostas esportivas para 11%, obtendo uma arrecadação entre 12 e 15 bilhões de reais ao ano para os cofres públicos.

Diante de tudo isso, as casas de apostas, representadas pelas associações, correm para conseguir acelerar a regulamentação e algumas até mesmo já preveem a autorregulação, como no caso da publicidade ética nas apostas esportivas.

O Governo Federal atua também para que consiga finalizar até o final do ano a regulamentação das apostas, de modo que possa estabelecer regras bem claras para elas, atender ao interesse público e ainda trazer uma fonte de receita a mais ao país.

Conclusão

Aqui no conteúdo da BettingTop10 Brasil, nós mostramos como a Conar está agindo junto às casas de apostas para tornar o setor de publicidade mais seguro e ético dentro das apostas esportivas.

Com a ação do órgão em acordo com o IBJR, além do apoio de outras associações que representam as casas de apostas, é possível garantir que os anúncios de apostas serão honestos, transparentes e seguros, evitando fraudes, golpes e o direcionamento para pessoas vulneráveis, como menores de idade.

A atuação do Conar visa então tornar o mercado das apostas melhor, mais confiável e mais saudável para as casas de apostas e para os apostadores, como você.

A junção entre uma publicidade mais ética e a regulamentação das apostas esportivas vai garantir ao Brasil tornar-se um país seguro e confiável para atrair novas empresas do setor, ao passo em que faz com que os apostadores sintam-se protegidos contra fraudes e contra a própria manipulação de resultados, que afeta a integridade do esporte.

Nós, da BettingTop10, acreditamos ser essencial que a regulamentação das apostas no Brasil seja feita da forma mais rápida possível, sempre com vantagens aos apostadores, e consideramos como muito importante a atuação do Conar na promoção de uma publicidade segura e saudável a todos no país.

Confira mais notícias sobre as apostas esportivas no blog da BettingTop10.com.br!

Meu nome é Bruno Kowalski, sou brasileiro nascido em Fortaleza, no estado do Ceará, e atualmente viajo o mundo como mochileiro, ao mesmo tempo em que realizo meu trabalho totalmente remoto, o que me permite uma liberdade maior para viajar.