Casas de apostas

Futebol brasileiro segue indefinição com discordâncias sobre nova liga

Futebol brasileiro segue dividido

Nos últimos anos, temos visto negociações e movimentações nos bastidores por uma nova liga de futebol no Brasil. Em teoria, o formato não deveria ser muito diferente do que já temos com o atual campeonato brasileiro, embora sejam discutidas possibilidades como o fim dos campeonatos estaduais e eventuais mudanças no calendário. Temos no horizonte a Liga Forte do Futebol e a Libra (Liga do Futebol Brasileiro), além do Grupo União. É nesse assunto que entraremos com maiores detalhes.

Com o término do contrato de direitos de transmissão da TV aberta para o campeonato brasileiro, os clubes seguem num impasse em relação ao funcionamento da nova liga, que visa ser mais independente da CBF em termos de organização mas no momento tem sido muito difícil alcançar um consenso entre os dirigentes.

Faça aqui suas apostas no brasileirão

A situação atual das negociações

O primeiro ponto para entendermos essas negociações é que o atual contrato de direitos de televisão do futebol brasileiro, atualmente transmitido pela Rede Globo para a TV aberta, acaba em dezembro de 2024. É sobre este ponto que giram as maiores discussões, já que os clubes vivem um impasse em relação à divisão do montante (atualmente, no valor de 2.1 bilhões de reais por ano, de acordo com a Globo).

Além deste assunto, a já citada questão do calendário também está em discussão, com um possível fim dos estaduais (ainda que não de maneira definitiva, com a possibilidade de os times grandes usarem, por exemplo, as categorias de base). Outro ponto importante é que a organização do campeonato nacional também mudaria, deixando de ser da CBF, como ocorre há anos, e passando para as mãos da futura liga, nos casos das séries A e B.

As séries C e D, entretanto, continuariam com a CBF, o que poderia ser um ponto positivo já que são torneios com menor visibilidade, mas importantíssimos para o país (especialmente no caso da série D, que tem um calendário relativamente curto e que várias das equipes sequer tem a possibilidade de disputar, já que é necessário fazer boas campanhas nos estaduais para assegurar uma vaga). Uma competição mais inclusiva seria ótima para equipes que jogam apenas cinco meses num ano. Além disso, as apostas no campeonato brasileiro já podem ser feitas.

O que as ligas propõem

O ponto de discórdia no momento é a divisão das cotas. A Libra, em caso de ter 40 times em seus campeonatos, oferece 45% do total sendo dividido por todas as equipes, 30% por audiência em campo e os restantes 25% baseados na audiência. Os números da Liga Forte não são muito diferentes, mas a Libra tem um valor mínimo garantido para os clubes de maior torcida, o que gerou o impasse. Não se esqueça de que você pode também apostar em outros campeonatos.

Quais times estão em cada lado?

A Libra é composta atualmente por ABC, Atlético-MG, Bahia, Corinthians, Flamengo, 
Grêmio, Guarani, Ituano, Mirassol, Novorizontino, Palmeiras, Ponte Preta, Red Bull Bragantino, 
Sampaio Corrêa, Santos, São Paulo e Vitória. Tem como investidor o fundo de investimentos do Mubadala Capital.

Por sua vez, a Liga Forte tem como participantes Athletico-PR, América-MG, Atlético-GO,
Avaí, Brusque, Chapecoense, Ceará, Criciúma, CRB, CSA, Cuiabá, Figueirense, Fluminense, Fortaleza, Goiás, Inter, Juventude, Londrina, Náutico, Operário, Sport, Tombense e Vila Nova, tendo como investidores a Life Capital Partners (LCP) e o Serengeti Asset Management.

E por fim temos também o Grupo União, composto por Botafogo, Coritiba, Cruzeiro e Vasco. Curiosamente, são os clubes já administrados por SAF’s, sendo que este grupo tem os mesmos investidores da já citada Liga Forte. E, inclusive, se você quiser pode apostar nos jogos desses times.

Luz no fim do túnel?

Como pudemos ver, a situação ainda está longe de ser resolvida. Recentemente, tivemos um encontro de representantes dos clubes com a CBF, sendo que pelos relatos, foi uma reunião curta, mas que serviu para que as equipes se comprometam a chegar num entendimento para que seja formada uma liga única.

Ainda assim, existem questões sendo arrastadas há muito tempo e é difícil acreditar que será tudo resolvido num passe de mágica apenas por uma sugestão da CBF. Já houve tentativas, como no Clube dos 13, para haver uma maior governança dos clubes na organização de campeonatos, que acabou falhando quando os clubes resolveram se aproveitar para ter vantagens individuais, deixando o todo em segundo plano.

No fundo, é quase como se esta situação estivesse se repetindo, já que cada clube está olhando primeiro para seus próprios interesses, como já funciona há tempos no Brasil, mas desta vez esse modo de pensar pode ter contornos mais graves.

Embora haja uma jurisprudência para que cada clube possa negociar individualmente seus contratos de TV, esse não é o melhor cenário possível e quando falamos em grupos negociando separadamente também existe um perigo de se dividir o futebol brasileiro como um todo, o que seria obviamente muito ruim (imagine a possibilidade de termos dois campeonatos brasileiros com equipes totalmente distintas a cada temporada).

Assim, seguimos na torcida pra que um consenso seja encontrado, caso contrário a conta poderá ser muito pior do que o imaginado para o esporte como um todo no Brasil. Por fim, se você tem interesse nas últimas notícias do esporte, pode conferir aqui mesmo, e além disso também é possível encontrar as nossas previsões para vários jogos.

Os melhores bônus para apostar no futebol brasileiro

betway-white-560x160
Até R$ 120 em Aposta Grátis e 25 Rodadas Grátis no Cassino
bet365-white-560x160
Bônus de Registro de 50% Até R$ 500
pixbet-white-560x160
Ganhe R$ 12 por Cada Palpite Certo

Conclusão

O cenário para a criação da nova liga de futebol brasileiro atualmente não é um dos melhores. As discordâncias existem e são naturais, mas em uma negociação deste porte deveria haver um compromentimento maior na busca por um consenso. Até aqui, a situação tem sido tratada com certa naturalidade, mas estamos chagando em um momento crítico onde essas divergências precisam ser superadas visando o bem maior do futebol brasileiro como um todo.

pixbet-black-560x160
O melhor lugar para apostar no futebol brasileiro
Aposte agora

Uma introdução ao histórico professional deste redator, que ama esportes como o futebol, mas também não deixa de lado a boa e velha NFL, além de esportes a motor

Artigos relacionados

crise corinthians vasco

Vasco e Corinthians passam por momentos ruins dentro e fora de campo

A organização de um clube é algo extremamente importante – e no Brasil isso tem um peso ainda maior, já que os clubes mais bem organizados é que tem conseguido bons resultados nos últimos anos. Entretanto, Vasco e Corinthians seguem o caminho contrário, se atolando cada vez mais em um abismo que parece não ter fundo.

pixbet-black-560x160
Aposte a partir de apenas R$ 1 via Pix
Aposta
Close